Mensagens

É tempo de descruzar os braços

Logo depois do fogo de 15 de Outubro, fez-se um post a explicar por que razão iríamos ficar de braços cruzados durante uns tempos.
Hoje a equipa técnica da Montis esteve em Vermilhas e trouxe algumas fotografias.
Logo após o fogo havia três possibilidades: ou a copa dos carvalhos tinha sido pouco afectada, e rebentariam de copa - a situação mais favorável -; ou a copa tinha sido afectada, mas a raiz não e rebentariam de toiça (ou de pé, como lhe queiram chamar), que era o mais provável face à intensidade do fogo; ou as árvores tinham morrido (o que ainda pode acontecer com algumas). Neste momento o que sabemos é que a rebentação de pé está com bastante bom aspecto. A larga maioria das árvores parecem estar a reagir, procurando desesperadamente repor o equilíbrio entre parte aérea, que capta energia, e parte subterrânea, que fornece grande parte dos nutrientes.
O que queremos fazer é fácil de explicar: conduzir esta regeneração de modo a que no próximo fogo, mais ou menos daqui a dez o…

Gerir com tempo e gerir com pessoas

Venha daí para a próxima

Dias 16 e 17 vamos ao baldio de Carvalhais

Audaces fortuna juvat