Mensagens

Das pedras aos carvalhais

A 23 de Junho realizar-se-á o colóquio da Montis deste ano, sobre a gestão da transição entre o extenso giestal que nos foi entregue no baldio de Carvalhais e futuro carvalhal (ou, mais precisamente, o mosaico de paisagem com carvalhal) que queremos entregar daqui a uns anos.
A Montis tem estado a executar um modelo de gestão dessa transição que precisa de ser testado e avaliado.  O baldio era no fim de 2016 um giestal quase impenetrável, praticamente sem propágulos de outra vegetação autóctone, para além de uma tímida recuperação de salgueirais nas linhas de água, completamente abafada pelo giestal. Onde não havia giesta havia rocha. Actualmente o cenário não mudou significativamente, mas há trabalho de fundo pouco visível, que esperamos que se torne perceptível nos próximos anos.
Desde essa altura, desenhámos e começámos a executar um Plano de Gestão cujo objectivo, inicialmente centrado nas galerias ripícolas,  é acelerar a evolução para um mosaico que inclua vegetação clímax potenc…

Hoje há voluntários, amanhã não sabemos

Este sábado, elas estão à nossa espera…

Assim foi o meu fim-de-semana de voluntariado

Voluntariado mensal no baldio de Carvalhais