7 de outubro de 2015

Há alturas assim

Uma fotografia do João Cosme, para nos lembrarmos que sem trabalho é difícil chegar a algum lado

Temos estado menos comunicativos que o costume.
Uma proposta complicada para ver se mobilizamos mais meios, para além dos que os sócios põem ao nosso dispor, roubou tempo e disponibilidade a alguns de nós.
Mas por outro lado a escolha deste fim de semana é alargada:

1) Voluntariado no Sábado, no projecto do Cabeço Santo, Águeda, um projecto da QUERCUS que há anos vai fazendo trabalho de formiguinha no controlo de acácias. E, ainda assim, de vez em quando juntam-se à Montis nos nossos terrenos para dar uma mãozinha. Desta vez somos nós a retribuir e seja bem vindo quem vier por bem;

2) GreenFest em Cascais, na sexta feira das 19 e 15 às 20 vamos falar de crowdfunding a convite da PPL, falaremos do exemplo da campanha "Que tal sermos donos disto tudo" e procuraremos explicar o que correu bem e mal na campanha. Quem ponha a hipótese de usar crowdfunding para financiar os seus projectos tem aqui uma boa oportunidade para conversar sobre o assunto e ter apoio no desenho deste tipo de campanhas;

3) Sábado e Domingo, no festival Sons e Ruralidades, em São Joanico, Vimioso, a Montis lá estará a participar em actividades e conversar sobre valorização do património da rede Natura 2000, um programa a que vale a pena ir;

4) Domingo à tarde será no Porto, "Hands on Landscape, people", na conferência sobre a aplicação da conferência europeia da paisagem, lá estaremos a falar do nosso modelo participado de gestão e de como a campanha de crowdfunding ajudou no envolvimento das pessoas comuns da gestão da paisagem.

De uma maneira ou de outra, é sempre um prazer conversarmos sobre o que temos conseguido neste ano e meio da Montis, mas também daquilo em que falhamos.
Temos esta mania de falhar muita coisa e, por isso, aprendermos depressa para conseguirmos resultados palpáveis em prazos razoáveis naquilo em que não falhamos.

Sem comentários:

Enviar um comentário