25 de outubro de 2015

"Não deixes para amanhã..."



Na Montis procuramos ter os sócios no centro do que fazemos para que um dia as suas quotas possam pagar um secretariado que garanta a independência, a qualidade da gestão, a continuidade do que é feito e a atenção permanente aos sócios.

Vamos a meio do segundo ano de vida da Montis e continuamos a trabalhar para a gestão directa do património natural.

Somos 325 sócios, comprámos 5,5 hectares, gerimos mais cerca de 150 hectares de terceiros (num modelo de muito baixa intensidade), organizámos dois colóquios semestrais, um passeio por mês e uma dezena de dias de voluntariado, como nos tínhamos proposto, estabelecemos relações de trabalho com outras organizações, preparámos algumas candidaturas para obter recursos para a gestão dos terrenos, tivemos uma participação activa na elaboração de uma Plano de Acção para a Conservação do Lobo, contribuímos para a criação do Parque Natural Local Vouga/ Caramulo e temos estado presentes em muitas iniciativas locais e nacionais e algumas internacionais.

Já somos, neste momento, uma associação com algum reconhecimento nacional e gostaríamos de chegar ao fim do ano com 350 sócios, ainda longe mas mais perto dos cerca de 750 necessários para estabilizar o funcionamento base da associação.

Vinte euros por ano é o que pedimos a cada uma das pessoas que se queiram juntar a nós, apoiando o trabalho que vamos fazendo e que procuramos dar a conhecer para que quem queira se possa envolver, criticar, sugerir novos caminhos, etc..
Se lhe parece que vale a pena, perca dois minutos a preencher esta ficha.

Sem comentários:

Enviar um comentário